Diario de uma mãe louca

sábado, dezembro 31, 2005




São 5.40 h e não quero terminar o ano com uma imagem minha ou tua doentia…tenho a cabeça a estalar…as poucas horas que dormi, sonhei contigo…e a fazer contas de matemática…à procura do “factor denominador comum”
Já nem sei se é assim que se chama…
Em 22/4/02 estavas na tua melhor forma…entraste para a Somague…antes tínhamos ido todos de férias para Lanzarote, a família toda…até os padrinhos da Kikas…foram umas férias fabulosas… (foto acima)
Em 3/4/03 começas-te o namoro…com a “ranhosa dos formiguêros”(ataques de tremeliques) formigûeros era o nome que repetia quando lhe davam esses ataques…
Em 4/7/03 ofereces-te o anel…uma oficialização do namoro…
Entretanto ias passando uns dias na Parede e noites na casa dela, e na nossa casa…
Enquanto ela também decidia com que namorado ficar…foi-me dito por ela (no quarto da JoanaMana) num dia duma zanga entre vocês em que tu lhe dizias que ela andava com 2 namorados (mais uma vez eu estive do lado dela) e te acalmei a ti dizendo que as mulheres são assim…além de que não eras casado com ela e o namoro estava no inicio…FOI A SORTE DO OUTRO…se calhar nem sonha a sorte que teve o rapaz!…Em 15/08/04 compraram casa, reuniram-se esforços,
foram viver para lá…porque ela quis aquela casa…tinha que ser aquela…a mais cara…melhores acabamentos etc.
Começaram as responsabilidades, os teus luxos e os dela mais a responsabilidade das contas da casa, mas as tuas dividas antigas…mais as dividas antigas dela…(as tuas contaste-lhe...) as dela escondeu-tas...
Em 28/02/05 entraste de baixa, consulta essa que era feita em casa do Dr. António Lacerda, ao mesmo tempo que te consultava, rentabilizava a consulta, dando-lhe tu assistência no computador dele… (como vêem estou muito bem documentada) mantiveste-te de baixa entretanto fizeste uns folhetos que por falta de scanner não os mostro aqui…porque o teu? Esqueci-me de o trazer e ela levou-o…aliás só trouxe os teus pertences antigos e a informática excepto isso que me escapou e ela aproveitou…assim como todos os bens adquiridos juntos (como bicicletas, aparelhagem, tudo o que compraram de novo…que lhe faça muito bom proveito!…
Esses folhetos foram distribuídos comigo, para perto de casa ires dando assistência técnica….
Em 21/04/05 chegaste a acordo com a Somague e foste para o desemprego porque desmotivaste por morar longe 170Km todos os dias, o ordenado pequeno a despesa de deslocação grande, as palmadinhas dos directores nas costas a prometer aumento…mas só promessas… (de 21/04/05 a 24/07/05) viveste de quê? De pequenas avenças que tinhas…e mais qualquer coisa que nem sequer dava para as cuecas de 50 euros da tua companheira, e os litros de perfume que ela tinha que comprar para atingir os objectivos de vendas para ser uma boa funcionária… (Que grande aperto) Fome não passavam pois eu todos os dias mandava a comida feita para vocês até que ela deixou de aceitar…porque estava “farta de comer o que eu mandava…e não o que lhe apetecia) se tivesse sabido antes…tinha feito para ela uma ementa tipo “serviço à lista”…não fosse por isso…
Estiveste 3 meses e 3 dias no desemprego, ias receber como deixaste anotado e foi certo, o acumulado dia 10/08/05 e depois da tua morte tiveste várias propostas e entrevistas para emprego perto da tua casa.
Disto tudo concluo que dificuldades sempre houve e continua a haver…o mesmo pai “duro” que quer que, o filho ganhe independencia…a mãe muito permissiva, mas para equilibrar
os momentos mais infelizes…como se verá nas msgs… preocupava-me tanto em levantar a tua auto-estima…que me esquecia muitas vezes da minha… e sabes disso.
Os amigos e “amigos” sempre existiram…Disparates, excessos, e até carros partidos 1 meu outro do pai…até isso houve…
O que é que entrou de novo na tua vida de 4/7/03 a 24/07/05 cerca de 24 meses últimos da tua vida…completamente novo
(MAS MUITO…MUITO USADO) e ressabiado também… que te deixou completamente de rastos? Só vejo uma "coisa" que não é comum nestes anos todos da tua curta vida… e pelos vistos nem para aquilo que era suposto gostares...te preenchia...por isso procuraste outras... Sim, porque todos os “amigos” e amigos… com todos os mesmos "problemas" que tu… mais coisa, menos coisa...Todos cá estão…só conheço um que morreu de acidente!
Esta é a minha reflexão neste último dia… deste ano muito amaldiçoado…
Se tivesse poderes…se fosse bruxa…não sou nem acredito…
Mas posso fechar os olhos ir a janela olhar o céu …formular um desejo…”todas as pessoas que voluntariamente e involuntariamente … umas por maldade…outras por só olharem para o seu umbigo”… QUE CONTRIBUIRAM PARA QUE NUMA FRACÇÃO DE POUCOS MINUTOS ENTRASSES EM LOUCURA TOTAL, PARA PÔR TERMO À TUA PRECIOSA VIDA…QUE SOFRAM NESTE PROXIMO ANO…OU PROXIMOS…NÃO NA PELE DELES…MAS NAS DOS FILHOS QUE JÁ TENHAM…OU NOS QUE EVENTUALMENTE POSSAM VIR A TER…TUDO…MAS TUDO…AQUILO QUE FAZ DE UMA MÃE …DÓCIL, HUMANA, SENSIVEL, ALEGRE, CARINHOSA, TORNAR-SE NA MAIS VIL CRIATURA EXISTENTE NA FACE DA TERRA…AINDA NÃO SOU…MAS ESTOU A TREINAR !!! e tenho boa capacidade de aprendizagem !
Deus não atende estes pedidos…mas pode ser que algum demónio venha a passar e me oiça…me satisfaça este desejo, mesmo que para isso… lhe tenha que vender a minha alma !!!

Mãe


P.S. a imagem bonita tua de fim de ano… continua é esta…tirada em Lanzarote !!! a minha é esta que acabo de escrever. Adoro-te Hugo! vou mudar o nome do blog para "diario de uma mãe louca"...

Posted by Mae :: 07:40 :: 5 comments

Post a Comment

------------------------------

sexta-feira, dezembro 30, 2005

O meu desejo de mim para mim "Rosas vermelhas" 2006




Quem me dera quando morrer
Que me bata ainda… o coração
Talvez assim possam ouvir…
Gritos de dor…lá do caixão !

Quando passarem por mim
Não rezem… por favor…
Porque os gritos que ouvirem
Também são gritos de amor !

Deixei morrer um coração
Que em vida p’ra mim gritava
E agora debaixo do chão…
Diz: que ao morrer me chamava !

Lágrimas e flores nem… pensar
…que não está ali ninguém !!!
Só matéria a decompor-se…
Restos de uma péssima mãe !

Mãe

Posted by Mae :: 19:20 :: 0 comments

Post a Comment

------------------------------

quinta-feira, dezembro 29, 2005

VIVA 2006 ! ! !




Hoje sinto-me como se estivesse enfiada num buraco escuro e fundo…
Não sei descrever a dor que sinto…
Não sei dizer porque me sinto sem forças…
Não sei dizer porque me apetece morrer !
Aqui sozinha…muitos números de telefone de pessoas amigas e família de SOS…mas não consigo falar com ninguém…
Estou numa tortura…que só quem passa por isto sabe dar o valor…mesmo assim…o sofrimento não é igual, não que seja maior ou
menor… mas diferente em cada um…
Se este estado fosse sempre assim…não conseguiria suportar…juro que não conseguia…não sou forte…não sou forte…
Hugo fazes-me tanta falta…as tuas msgs…ninguém pode avaliar a nossa ligação…talvez uma ou duas pessoas, fora do núcleo da família que às vezes assistiam…
Entre nós havia uma espécie de telepatia que funcionava como uma balança…um puxava pelo outro…sempre foi assim…
Catorze anos, não se trata de amor…pois também o tenho pelas filhas…adoro-as…mas contigo houve uma dedicação…uma atenção permanente…umas vezes mais subtil…outras mais evidentes…
Estava a fazer contigo um trabalho especial… tu sentias e toda a família sabia…trabalho que me foi desgastando…porque quando estavas em baixo…eu deixava tudo para te pôr novamente lá em cima…
Mas este começo do ano…era quase impossível fazê-lo desde o Natal…principalmente desde Fevereiro que ficaste em casa, eu sentia qualquer coisa no ar…mas não tiveste uma companheira que te ajudasse…
Como é que ela vivendo contigo te deixou fazer as coisas que fizeste…como é que te apoiou…tu afirmavas que estavas com uma depressão…e pelos vistos era verdade…passavas parte do dia a tomar Xanax para dormir e para não teres de ouvir os gritos dela…os choros…os ranhos…
As pessoas a dormir não pensam Hugo…permitem que outras pessoas pensem por nós…
Não te soube aconselhar…nem nenhum dos teus “amigos”…todos se serviram de ti Hugo…e quando começaste a “despertar”…como nós dizíamos…sentiste-te encurralado…foi o termo que empregaste…não gostaste da sensação…mas nós dois havíamos de dar a volta por cima…e tu sabias que só comigo podias contar…
Porque é que não fiquei lá essa noite? Acho que ela também ajudou…não gostou da ideia…alias um pouco insólita, mas tu tinhas motivos, querias falar…e ela quase me pôs porta fora…ainda vacilei
lembro-me perfeitamente…
Mas estava tão cansada… ela era uma “sugadora” sugava a minha e a tua energia…que acho que quis fugir…não de ti mas dela…sabes isso não sabes? Mas a noite seria curta porque ela tinha projectado sair ás
5.40 h. Tu acordaste uma hora antes e estavas desejoso de me ver para podermos então ter a tal conversa que ficou adiada de sábado dia 23.
Porque tinhas aquele arsenal em casa? porque ela achava normal? porque consultavas frequentemente o site “casa de armas”? porque me perguntavas à frente dela tanta vez pelo passaporte?…eu pensava que planeavam umas férias este ano…mas seria que pensavam …assaltar um banco?…ou desviar um avião?…ou coisa parecida? Trabalho
pequeno de equipa já tinham experimentado…A equipa não era só de duas pessoas…Isso é mais que certo !
Que apareça o primo a ameaçar novamente que me vai pôr um processo de assedio e de difamação…que eu mando-o a ele e à imitação
“rasca” da Lara Croft dar uma volta aquele sítio que já mandei várias vezes via sms…vês o medo que tenho disso???
Tou cheínha de medo dessas ameaças !!! Para eles sim…vai ser dispendioso… e vergonhoso…assim como para todos os “amigos” da noite…e do dia…
Olha Hugo ! Já estou a ficar melhor…a escrita resulta mesmo…para esses também vai ser dispendioso e vergonhoso…para mim não…dinheiro não há… nem preciso de advogados só cometi um crime… e grande…ter-te deixado morrer sem te ter dado a oportunidade de te ouvir
Aproveito e mando-lhes já os votos dum Bom Ano…vendam…comprem…partilhem cheirinhos de coca, speeds, templários, extasy etc. (a ver se não me esqueço de nada pois ando a tirar um curso intensivo) curtam isso tudo e copos também…saltem dancem...“mokem-se” à vontade este fim de ano…porque o 2006 vai ser muito mauzinho para vocês…
Abençoada escrita que me libertas…
Adoro-te Hugo


Posted by Mae :: 15:03 :: 6 comments

Post a Comment

------------------------------
AMIGOS E "AMIGOS"

Hugo na Força Aérea





Tinha projectado fazer uma pausa…mas não resisto a escrever especialmente para si anónimo de hoje.
Entendo perfeitamente que queira manter o anonimato, como já varias pessoas de bem o fizeram…sei que vocês não o fazem para se “esconderem” mas sim para se protegerem.
Mas o importante é que deitem cá para fora…segundo a Margarida Rebelo Pinto, …”a escrita exorciza alguns fantasmas, angustias, medos, raivas etc.”…comigo resulta, só que eu já nada tenho a perder…nem empregos, nem a fúria dos amigos, nem o medo de me expor…nada me importa.
Quero agradecer a todos os anónimos que por aqui têm passado…sem esquecer a anónima invisível !!!
Vou também pegar nas suas palavras, há amigos e “amigos”, isso lembrou-me um breve diálogo que tive no msn do Hugo, não sei se já disse quase sempre estou lá, mas só falo com quem vem falar comigo. Há uns dias vi um nick on line…já tinha reparado que estava muitas vezes…e abordei-o:

Eu: olá confidente do Hugo tas bom?
Nuno: Ele contou-lhe a nossa conversa?
Eu: Não, tenho a conversa escrita, para mim são 3 folhas, na vossa linguagem são 167 KB Doc.XML, do dia 20/7/05 4 dias antes da sua morte…
Nuno: Então como está?
Eu: Vou indo, e tu?
Nuno: Estou bem vim agora de ferias um mês no estrangeiro e sabe uma coisa eu acabei por deixar a companheira (nome) e o Hugo também acabou por deixar a dele…hehehehe
Eu: Pois é…que pena o Hugo não ter deixado a dele… da mesma forma que tu deixaste a tua…
Nuno: Tem que esquecer vá se divertir…
… … …
Agora daqui “salto” para o Nuno…
Quando te conheci, andavas pelas ruas da amargura…ou se preferires…estavas a afundar-te na merda…o Hugo muitas vezes te ajudou…fomos vizinhos, tu conheces-me bem…não te quero mal, fico contente por estares bem…mas peço-te um grande favor…se algum dia nos cruzar-mos na rua, finge que não me conheces…volta-me a cara, sim?
Deixo-te esta foto, se aqui vieres… para veres se ainda te dá vontade de rir o modo como o Hugo deixou a companheira !

Não sou paz…sou a guerra…aponto em todas as direcções, alguns “amigos” estão na minha mira…já algum tempo…nesses “amigos” também se incluem 2 mulheres…
Tu não entras nesse grupo Nuno…és apenas um puto completamente inofensivo…com uma falta de sensibilidade enorme…

Anónimo…também nós conhecemos essa frase…toda a família…desculpe ironizar um pouco…eu transformei a bomba, em pequenas bombinhas de fabrico artesanal…tipo
filmes, fotos, conversas escritas, cartas manuscritas, apontamentos manuscritos, peças de roupa (não faz ideia do que se pode encontrar no lixo). Alem do que tirei na madrugada seguinte…12 dias depois do meu ultimato para um famíliar da companheira do Hugo dizendo que queria o telemóvel dele ou ia à GNR…Eles vieram a correr dividir as coisas…houve coisas que foram para o contentor do lixo…
Nessa noite…imagine onde eu andei metida?

Um abraço,
Mãe

Posted by Mae :: 05:22 :: 1 comments

Post a Comment

------------------------------

quarta-feira, dezembro 28, 2005



esta faquinha amorosa trouxe de tua casa Hugo
seria para descascar batatas? até me arrepiou fotografá-la...mas nunca se sabe quando fará falta...se voces a tinham lá...algum motivo haveria...

Posted by Mae :: 16:00 :: 0 comments

Post a Comment

------------------------------
A BOMBA



Anomino disse...
eu tb sei o que a alice e o anonimo sabem.Desculpe mas ainda nao me sinto preparado para fazer um comentario.Graças ao hugo consegui ultrapassar a pior fase da minha vida.
12/01/2005

Anônimo disse...
Olá Sou um amigo do Hato e como o anónimo do post mais abaixo "bonita por fora feia por dentro" ainda nao me sinto preparado para falar, mas tambem sei de tudo.Admiro a determinaçao da Alice, apesar de dizer que não é a mãe coragem.A sua obstinação é invulgar e já vi que vai chegar onde quer, com muita inteligencia.Ha dias recebi aquilo que penso ter sido uma especie de mailling por sms, só para ficar-mos todos a saber que tinha todos os contactos do Hato, os recentes os antigos e os que nem são recentes nem antigos, são os que supostamente deveriam ser desconhecidos.Eu recebi essa sua mensagem, por isso sei que tem o meu contacto.Mas desculpe, desculpe, não tenho a sua coragem...o Hato ultimamente repetia varias vezes nos ultimos dias, para mim que posso considerar-me dos amigos mais chegados, mas ele tinha tantos não é? Só que uns eram amigos e outros "amigos" a frase "vai rebentar a bomba".A seguir à sua morte que nos apanhou a todos desprevenidos pensei que essa era a bomba...agora vejo que não !Força muita força não desista, porque quando a bomba rebentar, ha-de haver destroços de muita gente, espalhados por aí.No funeral do Hato, deram-lhe aplausos, alguns "amigos" que o apunhalavam pelas costas.Eu humildemente por aqui, bato-lhe as palmas !Até breve Alice (mãe mulher que sabe o que quer)Um abraço
12/28/2005

Posted by Mae :: 15:38 :: 5 comments

Post a Comment

------------------------------

domingo, dezembro 25, 2005

ADEUS



ADEUS

Naquela madrugada
tingida de vermelho..
o vento artificial
da ventoinha…
voo negro de abutre
rasgou o vestido
azul que me cobria…
Senti-me rota…nua
mendiga da dor…

Já o sol nascia
quis ouvir o canto
das aves brancas mortas…
mas…
desencanto meu
vi-te ir embora
lentamente…
sempre para mim olhando
tão lindo…tão belo
docemente me acenaste
com um adeus…

Quis reter a tua imagem
mais tempo comigo
no meu olhar…
mas…
cada vez mais longe…
mais longe…
a mão no ar acenando
até que te esfumaste…

Para trás…
fiquei eu sozinha
rota…mendiga da dor…
Tapei a minha nudez
com as penas brancas
das aves mortas
mas…
ainda hoje… a toda a hora
a todo o momento…
tenho dentro do meu ser
preso…bem amarrado
à minha alma
o gesto da tua mão…
o ADEUS !
Mãe

Posted by Mae :: 05:21 :: 5 comments

Post a Comment

------------------------------
Agradecimento



Hugo
Primeira Comunhão



Um último post de agradecimento…antes da pausa já anunciada…
Por lapso ou ignorância…ao tentar colocar este post, apaguei
e não consegui recuperar o anterior…tentei refazê-lo, mas as msgs de solidariedade para toda a nossa família…neste Natal não ficaram já registadas…agradeço em nome de todos cá de casa…e tbem as que me chegaram via sms.
Bem hajam e muito obrigada a todos…a continuação de um santo dia de Natal e já agora…um feliz Ano Novo de 2006.



«««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««««


TÃO CEDO


Tão cedo ainda para a luz na face !

Tão cedo para amar para viver !

Tão cedo para tudo o que fôr sempre !

- Tão cedo para ser !

Padre Hugo de Azevedo (Poemas imperfeitos)




Posted by Mae :: 05:06 :: 1 comments

Post a Comment

------------------------------
UM PRESENTE DE NATAL ESPECIAL



Um romantico coraçao para o Hugo estrelar ovos...e a sentença de morte ...6 meses depois ...

Posted by Mae :: 00:16 :: 0 comments

Post a Comment

------------------------------

sábado, dezembro 24, 2005

CONSOADA





Hoje véspera do dia que se convencionou, ser a “noite da chegada do Pai Natal” ou do “nascimento do menino Jesus”, não vou escrever para ti filho…
A consoada na nossa casa era sempre uma grande festa, sempre tanta criança, mas até mesmo os adultos rejubilavam com toda a magia vivida…creio que todos gostávamos de manter o espírito natalício…que infelizmente em muitas famílias se está a perder…
Não critico…cada um sabe de si…mas nós sempre levámos esta quadra a sério…e até houve um ano que foste tu que vestiste o fato do pai natal, em casa do tio Zé…
Agora as famílias modernas começam logo por dizer ás crianças que o Pai Natal não existe, e por uma questão prática, ás vezes não há prenda, apenas um envelope com dinheiro…(uma vez a Kikas respondeu ao “Pai Natal” que dinheiro e roupa não eram prenda…
Eu sei por mim…quando descobri que o Pai Natal não existia…detestei a ideia…foi uma fantasia “roubada” que me deixou muito triste quando era miúda…depois claro, fui-me
habituando.
As crianças não vem ao blog, mas escrevo para os pais, mesmo para aqueles que não gostam de mim, todas…mas todas as crianças, tenham um Natal cheio de amor, paz e muita alegria...não será preciso lembrar decerto…mas é um desejo meu…do fundo do coração.
Eu como já disse despeço-me, por uns tempos, por circunstancias que já sabem…e talvez seja a melhor altura para testar os meus rancores raivas angustias, como a Nini diz que este blog é essencialmente para isso. Vou enfrentar os meus fantasmas…posso sempre continuar a escrever…mas guardo…vou-me preparando, para o regresso…embora deva avizar os meus e minhas seguidoras que um dia, irei de vez…talvez antes do dia 24/07/06…sei que vou…como vou… só não sei quando vou…deste blog…entendem?
A minha consoada, será em casa da família, vou lá…”engolir” o bacalhau, mas logo de seguida venho para casa sozinha, quero estar recolhida, quero estar com o Hugo…partilhando com ele o meu pensamento…a família confia em mim, já viram que não adianta pressionaram-me…sempre fui um pouco assim…mas agora…não deixo nada nem ninguém programar a minha vida…nem mesmo eu…que sou dona e senhora dela…com a morte do Hugo, os meus genes, digamos
os da anarquia, os mais rebeldes…rejuvenesceram…ou despertaram…

Crianças: vivam o Natal intensamente…com ou sem Pai Natal…os vossos pais adoram-vos… querem o melhor para voces…alem dos “presentes” desta quadra…os vossos pais darão a vida por vocês…protejem-vos…e defendelos-ão sempre até ao fim da vossa vida…e se por ventura, alguém tocar num cabelo vosso, apenas com um simples sopro, para vos molestar…vão ao ponto de “destruir” o/os malfeitores…
É O QUE EU FAREI !!!

Posted by Mae :: 23:44 :: 0 comments

Post a Comment

------------------------------

quinta-feira, dezembro 22, 2005

VERMELHO NATAL





Na serra que olhámos
tantas vezes da nossa casa…
O sol nascia doirado
todas as manhãs
Iluminando os ramos
do eucaliptal…
despertando
a melodia das aves…
o cheiro a urze, alecrim
alfazema, madressilva,
espalhava odores
pelo ar que nos
rodeava musicado
pelo borbulhar
da nossa fonte cristalina !


Na serra um dia
o sol nasceu…
coberto de nuvens
que se despenharam
nas escarpas…e se feriram
abrindo veias de sangue
que salpicaram as árvores
de vermelho vivo…
Fez-se escuro
as aves emudeceram…
O cheiro da morte
caiu dentro da água
da fonte cristalina
tornando-a turva…fétida !
Era Julho…verão quente
mas um frio gelado
atingiu a nossa alma…
queimando os nossos sonhos
que se desfizeram
em cinzas a nossos pés !

Mãe


Posted by Mae :: 02:39 :: 1 comments

Post a Comment

------------------------------

domingo, dezembro 18, 2005

FELIZ NATAL



Hugo

Onde quer que estejas... desejo que estejas em Paz...
Eu pessoalmente penso que sim... pelo menos a paz que tu quiseste ter... qualquer que fosse o motivo... que ainda não sei... que te fez tomar essa atitude tão apressada... só poderia ser, por te quereres afastar de "todas as guerras"... talvez num grande "ataque de pânico"... o medo de não conseguir vencer "certas guerras"...
A do dinheiro não me "convence"... uma vez que, uma semana depois recebeste o acumulado do subsídio de desemprego... sabias até a data em que o dinheiro viria, assim deixaste gravado no msn para alguém...
A "guerra" interior em que te debatias por causa do teu relacionamento com a tua companheira, não me parece, também, que fosses homem para te deixar intimidar... apesar de saber que andavas muito exaltado e me tivesses dito que não aguentavas nem mais uma discussão com ela...
Na noite em que me pediste para lá dormir... era com medo de mais uma discussão... na manhã seguinte? Achas que se eu lá dormisse... impediria alguma zanga... ou alguma "guerra" que eu desconhecia... sabia sim de algumas guerras que estavas a travar... mas também sabia que estava tudo controlado... Para que "guerra" te estavas a preparar... que te levou a criar quase um arsenal bélico dentro de casa?... De que tinhas medo Hugo? De ti? De alguém?
Quando te foste deitar... levado pela tua companheira... fizeste-me prometer que lá dormia... bateste com a mão na cama onde morreste dizendo..."Promete-me que ficas cá nesta caminha esta noite"... eu prometi... mas ao prometer estava a mentir... e eu não sei mentir... tu viste... e a tua companheira tambem viu... por isso voltaste para traz... seguraste na minha mão disseste..."mayday... mayday... mayday..." Aí fiquei mais "alerta" a minha expressao deve ter mudado, porque tu disseste para ela... "Isto é um código meu e da minha mãe"...
Eu Hugo querido... tu sabes bem... em quase 32 anos da tua vida... só uma vez essas palavras foram mencionadas... mas não foram por ti... fui eu que as disse... há muitos anos... num pedido de socorro para ti... e á minha chamada, deixaste tudo e vieste em meu auxilio...
Eu acho...nao tenho a certeza...só agora me vou lembrando de todos os pequenos detalhes, que pensei que querias ter-me ao pé de ti, não para tua segurança... mas para minha... viste-me sem forças... aliás eu disse... várias vezes...
Mas depois há aquela frase "MÃE PORQUE TE FOSTE EMBORA QUANDO EU TANTO TE PEDI"... não, não... e não... decididamente tu não querias ficar sozinho!!!... ou sózinho com ela, ou sózinho, mesmo depois de ela se ir embora...
Meu querido filho... Deus permita que estejas em paz... estas "guerras" já não te atormentam... outras? não sei?...
Quanto a mim...se antes estava sem forças....agora sou um gigante...sou "uma besta" de força... as minhas armas... são muitas... o meu escudo... só um..."fazer apenas o que é melhor para mim", conselho de um ex-chefe teu da Somague, no dia 10 de agosto, 16 dias depois da tua morte!!!
Quando a disse provavelmente nem saberia que nesses 16 dias não houve um único dia que eu não pensasse em 50 maneiras diferentes de acabar tambem com a minha vida. Esta frase mudou a minha vida... Comecei uma guerra... já ganhei algumas pequenas batalhas... mas ainda não chega... vou vencê-la!!!
Continua a contar comigo... medo... é palavra que nao faz parte do meu vocabulário.
Feliz Natal para todas as pessoas que me querem bem e aos meus... e tu meu filho queria ter-te aqui, vou estar muito triste... vou lembrar-me do ano passado... de todos os Natais... mas vou sobreviver... tenho uma guerra á minha espera... que agora por férias judiciais, digamos, que vou conceder-lhes tréguas!!! Voltarei... ainda não é desta que morro!!!

Posted by Mae :: 04:46 :: 6 comments

Post a Comment

------------------------------

quarta-feira, dezembro 14, 2005

Ante câmara da morte




varanda de 23/07/2005 »»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»» a ante câmara da MORTE

Meu amor de filho

Hoje já não estou tão zangada contigo, estou zangada sim…muito…e tu sabes com quem !
Todos aqueles que ajudaram a que te afundasses…não vão ter sossego…é com esses / essas !
Estava a ver se conseguia por fotos para embelezar isto, mas não entram…ou porque estarei mais nervosa, ou porque nem sempre dá…mas também…como já disse, estou-me completamente a borrifar para a beleza…e nem poemas consigo fazer.
Acabei de chegar lá, do tribunal onde fui buscar o relatório da autópsia, nada de drogas, apenas a mestela que comeste ao pequeno almoço em amena cavaqueira com a tua companheira por volta das 5 horas (segundo ela) e depois decidiste encostar a pistola á cabeça

…”a morte foi devida a laceração traumática do cérebro, por bala. As lesões são a causa da morte. O disparo foi feito da esquerda para a direita, na horizontal. Bala alojada junto á tábua do parietal esquerdo. Orifício com 1 cm de diâmetro na região frontoparietal direita distando cerca de 5 cm do pavilhão auricular direito. Orla de contusão irregular.”…


Aí está meu filho, a causa da morte. Depois há outros pormenores que indicam que eras um individuo saudável e forte mas que não vale a pena mencionar, apenas o refiro porque também já me vieram perguntar se terias alguma doença física, tipo cancro ou sida…
Então, aqui fica mais um registo “sem ser bonito”.
A quem interessar fiz declarações por escrito, nomeadamente referi todos os números de cartões de telefone 10 ou 15, em postiks colados ao teu monitor, julgo que nem tu os sabias de cor…por isso os escreveste. Como metade da vida do ser humano de hoje é passada ao telemóvel e ao computador, juntamente, com alguma matéria que entreguei…já têm muito com que se entreter.
Só quero acrescentar Hugo, que não sou a mãe coragem…a minha coragem está “nisto”. Na vontade que eu tenho de dizer a verdade, a tua vida já não devolve…mas prolonga a minha como muito bem disseste…So agora percebo o significado da frase “o melhor que souberes e puderes…mas lentamente”…quanto mais lento for…mais chances tenho de viver. Amo-te muito…muito…muito.


Posted by Mae :: 18:46 :: 14 comments

Post a Comment

------------------------------

terça-feira, dezembro 13, 2005

REVOLTA




Já não consigo arranjar mais desculpas para te escrever, querido filho…

Primeiro era porque era Sábado, depois Domingo, hoje é Terça, só sei
que me apetece estar sempre a escrever-te. E se me apetece, para que tenho que arranjar desculpas…papel e caneta (neste caso) o teclado não se cansa, e só lê quem lhe apetece também…

Quando as pessoas normais a esta hora (4.19 h) ainda estão a meio do sono, eu já acordei…hoje…porque às vezes é ao contrário ainda não me deitei..

Depois de passar os olhos pelo blog, fui para o da JoanaMana…olha fiquei com os olhos presos num comment onde ela te chama herói…
permaneci ali parada…não sei quantas vezes li…depois voltei a ler o da Joana do post…

Estou apreensiva…porque não imaginava, que houvesse tantos jovens assim…perdidos sem encontrar o caminho. Não só por estes dois que se manifestaram mas outros que tenho encontrado no irc…os pais nem sonham o que sentem e o tema “suicídio” é tabu…

Eu também não sonhava que isso te passasse pela cabeça…mas o tema não era tabu na nossa casa…sabes bem…tu pediste ajuda…mas eles não pedem…não percebo…acho também que muitos pais escondem o facto dos filhos se suicidarem…parece que têm vergonha…só agora sei
de organizações que ajudam os pais dos suicidas…mas os jovens com essas tendências também não procuram as organizações que os podem ajudar…parece que este blog caseiro digo o da JoanaMana está a aproximá-los…e sinto uma impotência que me deixa revoltada…Tu ainda tinhas provavelmente mais 50 anos á tua frente para mudar a vida e encontrar caminho, alguns deles terão mais até…Que se pode fazer?

Hugo eu adoro-te…mas tu não és exemplo para ninguém…tiras-te tanta gente da merda…tanta…alguns já se manifestaram outros não…
mas tu sabes, eles sabem, que salvaste muita gente…porque sabias bem o que era estar na merda…e depois fizeste isto…adoro-te mas não és exemplo para ninguém…não és o meu herói…não és…hoje estou revoltada contigo, não por me teres deixado neste sofrimento…porque quando me apetecer também acabo com ele…a minha revolta é por teres desistido…tu que eras um lutador…

Posted by Mae :: 05:32 :: 6 comments

Post a Comment

------------------------------

segunda-feira, dezembro 12, 2005

OBRIGADA HUGO



Joaninha

Não a minha…mas a sua homónima...
Minha querida, eu só queria que estivesses presente ,neste momento, 2.41h em que a minha Joana me foi chamar, e visses a sua expressão de terror, como se estivesse a passar pela mesma situação duas vezes…ao ler o que escreveste no blog dela e se me permites aqui também o destaco…
Meu anjinho, eu sei…agora sei que é possível estar ao lado de uma pessoa e, essa pessoa estar a sofrer imenso…mas por amor á família, para não a preocupar…ou porque o sofrimento ás vezes congela a emoção e não a deixa transparecer, ou por inúmeras razoes que não me lembro de referir…há pessoas como tu a sofrer sozinhas…sem pedir ajuda!!!
Joana pede ajuda por favor…o meu filho pediu-me querida…
Primeiro não o deixaram…Depois eu confiei, ele estava acompanhado…mesmo assim ainda tentou quando se encontrou sozinho de novo…e eu atrasei-me…Ficarei sempre com esta marca…do meu sofrimento nem falo…
Filha…melhor ou pior, o sofrimento é horrível para os que ficam…mas quem vai…não volta!!! Só temos uma vida, e essa é muito curta…Depreendo que sejas muito nova, pois tiveste a coragem de chegar até a minha Joana…mas pensa que tudo, mas tudo, tem solução enquanto estiveres viva…
Os dias passam as horas correm…tudo a quilo que hoje pesa, não dura eternamente…mesmo o pior, subitamente desaparecerá e terás momentos felizes que iluminarão o teu caminho. Terás certamente sonhos…segue a direcção deles, lembra-te que a esperança é a maior e melhor vitória que darás á tua alma.
Quando olhares para trás, depois do desânimo ultrapassado, sentir-te-ás uma vencedora.
És uma vencedora…

Posted by Mae :: 03:50 :: 1 comments

Post a Comment

------------------------------
EU NÃO SOU A MAE CORAGEM



EU NÃO SOU A MAE CORAGEM
NÃO SOU SANTA… SÓ SOU MAE
SOU FEMEA… LUTA… FERA…TAMBEM !
SOU VENTO… TEMPESTADE… FURACÃO
SOU FERRO… AÇO… FOGO
LAVA DE VULCÃO !
EU NÃO SOU A MAE CORAGEM
NÃO SOU PAZ…SOU A GUERRA
SOU PRANTO…GRITO… TAMBEM !
SOU ÓDIO…RAIVA…SANGUE
ARMA…PÓLVORA…LAMINA DE ESPADA
TIRO DE CANHAO !

===========================================


  1. Anônimo disse...nem sei muito bem como vim parar ao teu blog! o que é certo é que li quase tudo e ainda visitei o da "mae coragem". não se fica indiferente ... acredita...que te faça sorrir o facto de teres impedido que uma homónima infrinja o mesmo sofrimento a uma familia exactamente como a tua" normal ate então!bjo enorme de uma joana (não mana...mas humana...e por isso mesmo...capaz de errar,,, MAS AGORA...longe de pensar em desejar um abraço de Deus!)

Posted by Mae :: 02:26 :: 0 comments

Post a Comment

------------------------------

sábado, dezembro 10, 2005

NUNCA MAIS...

Hugo em Sesimbra com uns amigos...30 dias antes de pôr termo a sua vida...Lembranças de uma infancia feliz? ou um gesto "produzido" para um regresso ao passado impossivel?

Hugo e mana Nini fotografados pela mãe praia da Figueirinha


Filhinho

Queria escrever-te uma cartinha, mas a chegada do fim de semana…o sábado, que estou sempre a repetir, mais triste que o Domingo…para mim será sempre…o teu rosto…o teu olhar…daquela tarde…o mais doloroso de esquecer…por isso com uma profunda tristeza só me apetece dizer
…”Maior do que a tristeza de um adeus…é a certeza de um nunca mais”…


Posted by Mae :: 06:38 :: 3 comments

Post a Comment

------------------------------
SINAL



Achei piada as formas das nuvens, com o Sol a querer rebentar...a parte mais clara parece que tem a forma de um animal...agora qual, não sei!!! talvez seja uma mensagem...não sei... fiquei parvo a olhar e até ficou desfocada:(
colocado Hato 14/5/2005 www.olhares.com
Eu não sei se é loucura…
se é realidade que não posso
suportar…
não sei mesmo
se a dada altura
a razão me prende…
o pensamento... e me
impede de voar…

É como aquele sinal
que estou sempre à espera…
mas que nunca vai chegar
mas sei existe…
porque eu não me canso
de o esperar…


Lá nesse mundo
da loucura…
onde a dor
dá lugar á ternura…
e a violência
se veste de amor…

O mundo não está sujo
onde o teu sonho
é cascata, é luar…
é rio azul
que vai descendo…
e que corre
para o mar…


É para lá que eu fujo
desnudo a mente da razão…
visto a alma de carmim
só oiço o coração…
sou louca…sim
mas é lá que quero ficar
contigo junto a mim !
Mãe

Posted by Mae :: 03:48 :: 1 comments

Post a Comment

------------------------------

quinta-feira, dezembro 08, 2005

JUSTIÇA



Como a semana me “correu” bem nos objectivos que me propus alcançar…
Não posso deixar de fazer um agradecimento a duas pessoas
que não conheço pessoalmente…espero em breve vir a faze-lo.
Agradeço a W. e à A. amigas virtuais, o tempo que me dedicaram, uma manhã, a explicar-me como se adquiria autonomia neste mundo da blogsfera.
Os textos não são elaborados, é o que me vem à cabeça no momento em que me sento a escrever…Depois tinha que esperar a disponibilidade da JoanaMana para os postar assim como as fotos e imagens.
Muito obrigada pela “liberdade” que me concederam…pois às vezes a “censura” alterava o que eu queria dizer…
A minha intenção…minha e só minha…é escrever a verdade, mostrar a verdade e só a verdade.

Aqui não há a intenção de "fazer bonito".


A morte do meu filho
…” ocorreu por efeito de disparo de arma, sendo de “presumir”, médico-legalmente ,tratar-se de suicídio. Tal facto não constitui ilícito criminal, sendo certo, que não existiam, nem foram entretanto apurados, elementos que permitam concluir que a morte em causa foi fruto de intervenção de terceiros. Não havia quaisquer sinais de violência quer nos limítrofes do local, quer na própria vitima”…

Pois de facto, isso também eu vi quando lá cheguei…antes de
qualquer pessoa, “presumo”…e tendo elementos que o poderiam ter conduzido ao suicídio…tais como…incitaçao …chantagem…ameaça…violência psicológica…e OUTROS
também puníveis por lei…para os que cá ficaram (bem entendido)…para os “amigos” que dizem que isto não vai levar a nada…A mãe garante…que mesmo que fique “muito feio”…vai continuar…e a algum lado há-de ir….para o Hugo, infelizminte, é que, já não vai dar a lado nenhum !




Posted by Mae :: 21:38 :: 0 comments

Post a Comment

------------------------------

quarta-feira, dezembro 07, 2005



Abril 2005...oficialmente ainda ao serviço da empresa...eu consigo ver aqui apesar do cabelo comprido...os óculos...enfim a mudança de visual...um olhar meigo...um sorrizo...uma atitude de grande tranquilidade...terá sido a partir de Maio...o principio do fim ?



Hatooooooo!

Hoje pela primeira vez vi o céu azul…
um pequeno raio de sol…e a ponta de um sorriso teu…
sorri também…
e tu sabes porquê !

Posted by Mae :: 21:45 :: 4 comments

Post a Comment

------------------------------
MIL VELAS


Posted by Mae :: 21:14 :: 0 comments

Post a Comment

------------------------------

terça-feira, dezembro 06, 2005

NAS GARRAS DE UMA FERA



NAS GARRAS DE UMA FERA
MATEI…
EM RAIVAS HÁ MUITO
CONTIDAS…
NA VOZ DO VENTO
GRITEI…
EM DORES HÁ MUITO
SENTIDAS…

NA PONTA DUMA CHAMA
DANCEI…
EM LOUCURAS HÁ MUITO
PERDIDAS…
NAS BOCAS DO MUNDO
ANDEI…
EM PALAVRAS DE LAMA
VESTIDAS…


…NO SAL DUMA ONDA
NADEI…

EM NOITES VERMELHAS
GEMIDAS…


Maria Alice Oliveira

Posted by Mae :: 17:17 :: 0 comments

Post a Comment

------------------------------
PERDA

Eram os 3 Mosqueteiros (Nini Hugo e Joana) :(


…A nossa perda maior não é a MORTE…mas o que MORRE

em nós enquanto vivemos.

Posted by Mae :: 12:45 :: 6 comments

Post a Comment

------------------------------
ONTEM ESTAVA TRISTE


Ontem estava muito triste Hugo

Não sei porque razão especial…uns dias são mais tristes que outros…meti-me no carro ás 4 horas da manha e, segui para a nossa casa…
Dei a volta ao contrário, e comecei de luzes apagadas, o trajecto da nossa rua, para passar primeiro pela tua casa.
Estava uma chuva miudinha, desliguei tudo…e, fiquei ali a olhar para a varanda.
Não conseguia viver lá…no entanto faz-me falta, quando estou mais triste, lá ir…é como se fosse ao cemitério…faz parte do meu culto…olho, fixo os olhos na varanda….não estou ainda louca ao ponto de pensar que me vais aparecer…mas olho e lembro o teu rosto, o que dissemos, pois foi lá os últimos momentos que tivemos sozinhos….
Estive ali parada a olhar até quase as 7 horas…não chorei…nunca fui de muitos choros…assisti ao aproximar das 6.40 h, mas o sol não nasceu, agora ainda é de noite a essa hora, a Nini diz que há pessoas que gostam de sofrer…
Eu penso que ninguém gosta, mas o que ela quer dizer, eu também sei…é que às vezes se procura o sofrimento, como forma de nos auto penalizar-mos, por algo que nos culpabilizamos e, que achamos que ainda não estamos a sofrer o suficiente…
Eu sinceramente não sei…julgo que vou mais para te sentir…será isto o começo da loucura?
Quando partiste, fui eu que dividi as tuas coisas no armazém, as pessoas são como são, o pai não se chegou sequer, não quis ficar com nada, eu fiquei contudo o que tinha o teu cheiro…as roupas que usaste nos últimos dias, os teus papeis, as fitas do cabelo, as bolsas…
Fechei tudo muito bem…e quando me invadia a saudade…abria, para sentir o teu cheiro característico de cigarros com agua de colónia e, sentia-te perto…
Agora o cheiro está a perder-se…e, eu sinto que também te estou a perder, já não estás tanto á minha volta…e digo-te filho…está ser muito, muito duro.
Não consigo retomar a minha vida, quando a família já quase toda o fez, (ainda bem) não consigo gerir no meio doutros sentimentos, o de te estar a perder, porque não te perdi logo, foi uma perda gradual (mas as pessoas não entendem), está a ser muito difícil, não entendo se estou a progredir neste doloroso processo, se estou a recuar…
Só sei que dói mais agora…dói tanto…que ás vezes penso que te mantiveste à minha volta para que eu pudesse dar força a todos…mas
agora que todos estão a reagir…chegou a minha vez de ser o que sou…e, não a que tenho mostrado…sou fraca, só queria que o tempo passasse rápido…muito rápido…que sem causar muita dor… que chegasse a minha vez…se todos temos que ir um dia, “alguém” que me ajude a “ir” mais cedo…porque esta agonia está a dar conta de mim…
Deveria ter sido um anjo azul para ti Hugo querido…mas falhei…fui apenas uma mãe …e muito má, deixei-te à mercê de alguém mascarado de anjo negro…

Posted by Mae :: 05:28 :: 1 comments

Post a Comment

------------------------------