Diario de uma mãe louca

terça-feira, novembro 29, 2005

O Pranto

O Pranto

Choram anjos. Horas a fio choram
Choram sobre montes, sobre rios
Sobre casas de gente choram
Lágrimas quentes sobre os ricos choram
Choram perdidamente doloridos
De imensa compaixão compadecidos
Por vencedores, por neutros, por vencidos
Vae victis, vae autem mihi, vae solis,
Vae omnibus, vae Ieruzalem !

Vae cuntis civilitatibus, metropolibus !
Choram ainda mais, regando as águas
Asas protectoras como lâminas

Acalma tudo. Choram mais serenos
Sorrirão de manhã. Os anjos choram
Serenemos nós também. Choremos


Padre Hugo de Azevedo (Poemas imperfeitos)



Posted by Mae :: 04:07 :: 7 comments

Post a Comment

------------------------------


Meu filho

São quase 4 horas da manhã, eu aqui ando alucinada de volta dos meus pensamentos…claro que tenho que fazer batota…vou para a cama, finjo que adormeço, espero que toda a gente sossegue…depois levanto-me…
Nem sempre me apetece sentar a escrever-te, o vazio que tenho dentro de mim, não se preenche apenas imaginando que vais ler o que te escrevo.
Hoje saltei da cama sem saber para onde ir…da cozinha para ao sala, da sala para a cozinha, fiz este percurso não sei quantas vezes…só sei que a cadela que anda sempre atrás de mim, ao fim dum certo tempo, barrou-me a entrada para a sala, ostensivamente levantou o focinho para mim, parecendo que me dizia…”vê lá se te decides”…Não me decidi…continuei nesta dança maluca…para a frente para trás…até que ela decidiu aconchegar-se no sofá e dormir.
Esta inquietude durante a noite…provavelmente vai ter que ser tratada, porque as noites e madrugadas são para mim extremamente dolorosas…Penso que algumas noites já durmo…não horas seguidas…mas consigo dormir qualquer coisa.
Outras noites não prego olho, sempre na expectativa de ouvir o telemóvel…
Quero dizer-te uma coisa filho, à medida que vou “devassando”…(vou escolher outra palavra )“dissecando” a tua vida nos últimos meses, pois é um direito que me assiste como tua mãe e, também pelo pacto que selamos…mais certa estou que fizeste uma retirada estratégica, descontente com o caminho que a tua vida estava a seguir…cito mais uma frase tua “ninguém me mostrou o caminho” a quem te estarias a referir? A nós? família? mãe? Sabes que se soubéssemos as tuas dúvidas, seríamos nós (o sangue corre nas veias) a mostrar-te o caminho…sempre o mostramos, quando eras pequenino…mais crescidinho…porque não agora também?
Não deixo de pensar que no Sábado dia 23, era a mim que querias
perguntar qual o caminho a seguir?
Não chegaste a perguntar…eu não pude responder…mas deixas-te os filmes para eu ver…escolheste à pressa o caminho que nenhum de “nós” te diria para seguires…
O meu caminho…vou segui-lo…nada me desviará dele…e foste tu que mo mostraste !!!

Posted by Mae :: 04:03 :: 0 comments

Post a Comment

------------------------------
O CAMINHO




Às vezes numa dobra
escura do dia…
Ou numa luminosa
prega da noite…
Escondo todas as
minhas dores…
Não deixo ninguém
ver nem ouvir…
Só eu quero sentir
o sabor…do deixares
de existir…

Mas o dia começa
a desdobrar-se…
e no crepúsculo
da tarde…
a noite começa
a fechar-se…lentamente
na madrugada !

Saio louca…
amargurada
para ruas desertas…
procuro as minhas dores
em becos escuros e portas
gemidas abertas…
por gente quase morta
que por todo o lado
se desfaz !
mas sem elas…
sem as minhas dores
não sei onde tu estás !

Mãe

Posted by Mae :: 03:54 :: 1 comments

Post a Comment

------------------------------

segunda-feira, novembro 28, 2005

Com dois passos em frente




Com dois passos
em frente
porque eu sou
diferente…
é ao sinal
encarnado
que estou sempre
a avançar,
e é ao sinal verde
que estou sempre
a parar…
Vou seguindo
lado a lado
na linha escura
do mar…
O mais fundo
que eu puder
o mais longe que eu quiser…
Não me importam
as razoes…
Não me interessam
opiniões…
Sou eu que sou
assim…
Por isso não mandem
em mim…
Náufraga da loucura
emergindo na amargura
vou gastando esta
vida
que já não consigo
agarrar…
Nesta grande corrida
que aos poucos me
está a matar…


Maria Alice Oliveira

Posted by Mae :: 16:55 :: 3 comments

Post a Comment

------------------------------

quinta-feira, novembro 24, 2005

128 dias...




Mãe

Posted by Mae :: 17:50 :: 12 comments

Post a Comment

------------------------------

quarta-feira, novembro 23, 2005







POR UMA DURA
DESPEDIDA…
SEM TEMPO NEM
ESPAÇO…
POR UMA ATITUDE
ESQUECIDA…
NA LEMBRANÇA DUM
ABRAÇO…

POR UM TRISTE
MOMENTO…
ONDE A SAUDADE
JÁ GEMIA…
POR UM GRANDE
SOFRIMENTO…
DUMA VIDA
QUE SE ÍA…

POR TER SIDO SURDA
À DOR…
QUANDO ELA PARA MIM
GRITAVA…
POR NÃO TER SENTIDO
O SABOR…
DUMA TORTURA QUE
AMARGAVA…

POR TUDO ISTO ME
CONFESSO…
PERDIDA NA
ESCURIDAO…
POR TUDO ISTO
EU PEÇO…

PERDÃO…MIL VEZES PERDÃO !!!

Maria Alice Oliveira

Querido filho,

Eu tento. Estou a tentar, com todas as minhas forças…acho que sempre soubeste o que “isto” iria dar…Estou a lutar contra todos os pensamentos que me assaltam…
Não quero fazer sofrer mais ninguém...Nao sei se isto está a acontecer com as manas e o pai…e com a família toda…mas eu acho que está a ser para mim cada vez mais doloroso…
Tudo o que “apaguei” da memória…esta a voltar…como se tivesse despertado um monstro adormecido…
A imagem que mais me está a torturar é o teu rosto no dia 23 de Julho na varanda…
O monstro que eu pensava estar a dominar…está a dar conta de mim…o monstro do remorso, de não ter visto o teu sofrimento…eu digo que não vi…quero convencer-me que não vi…mas vi…
Quando a tua companheira chegou…o teu olhar, seguido do pedido para nos deixar estar sozinhos… porque é que eu a mandei sentar ao nosso lado? Queria que ela não ficasse zangada…mas eu devia ter-lhe dado um estaladão, para que ela saltasse da varanda…porque é que eu não tomei uma atitude…porque não fui como a mãe dela,
naquele dia em Leiria que ela te empurrou, por tu a defenderes?
Eu tenho que confessar-te Hugo, para mim era um “frete” ir a tua casa…Eu já não podia
com ela…claro que via o sofrimento…para que estou a dizer que não via…só queria ter tempo de arranjar uma solução…esperar que o pai melhorasse…por isso te falei na tenda de campismo e do parque…era Verão…uma solução temporária, mas dar-te-ia alguns momentos de sossego… seria o teu cantinho de meditação…o teu refugio…lá poderias ter o teu canário que eu iria tratar dele…a tua batata doce em flor…
Ali em tua casa de facto só tinhas autorização de te movimentar no quarto dos computadores…era horrível Hugo…horrível…também eu me sentiria presa naquele espaço…nada onde tu metesses a mão fora daquele quarto…ela te deixava fazer…
Eu via observava…mas a ti dizia-te o contrário...só queria que continuasses com ela…que fosse incompatibilidade do primeiro ano, todos os casais a têm…e, que depois tudo passasse…
Agora querido…já posso dizer-te…via tudo…e, continuava a dizer-te que não via nada disso…se calhar contribuí para que te questionasses se estarias louco?
Não…filho…louca estava eu…deixas-te também escrito na “tal” carta …”A minha mãe a pessoa mais importante da minha vida, pelo menos ouve-me e acredita em mim”…que vergonha Hugo…eu ouvia-te, mas não acreditava em tudo…será que me podes perdoar?
Como vou poder viver sem saber se me perdoas ou não?


Posted by Mae :: 21:19 :: 9 comments

Post a Comment

------------------------------

domingo, novembro 20, 2005




O ADEUS ACONTECEU…
CHEGOU E
NÃO PEDIU LICENÇA
PARA ENTRAR…
SEM AVISO PRÉVIO…
ENTROU COMO UM
LADRÃO…
NÃO TIVE TEMPO
DE OFERECER UM RESGATE…

A TUA PRESENÇA FISICA
SEPAROU-SE DE MIM
AGORA…CATIVA
SEPARADA POR GRADES
DE DESESPERO
TRANCADA NO FUNDO
DA ALMA…
ESTÁ A RAIVA…

DIZEM QUE ESTARÁS
À MINHA ESPERA
NA ETERNIDADE….
MAS NÃO SEI SE VAIS
CONHECER-ME…
NÃO SOU MAIS A MESMA
ESTOU FEIA…
DEFORMADA PELA DOR
CURVADA PELO MEDO…
LACERADA…SANGRENTA…
SOU A IRMÃ DA MORTE…

E…LEVO A COBRIR-ME O CORPO
A RAIVA CARBONIZADA…

Maria Alice Oliveira



Posted by Mae :: 13:49 :: 4 comments

Post a Comment

------------------------------
Cantiga de amigo a um anónimo


Descobre o teu rosto
inimigo !!!

Mostra-te como és
que ninguém nos vê
só tu e eu…

Tu que te vestes
com a cor
NEGRA…
Trazes répteis nas mãos
tresandas a sepulturas…
Nos bolsos
escondes a cor
BRANCA…
Que espalhas na noite
musicada
de medos e angústias…
Com promessas
de loucuras e poder…

Vem ter comigo…

Mostra-te como és
que ninguém nos vê
só tu e eu…

Estou à tua espera…
e…nos olhos duas balas doiradas
que te sorriem !!!


Maria Alice Oliveira

Posted by Mae :: 04:13 :: 4 comments

Post a Comment

------------------------------

sábado, novembro 19, 2005

outro dos meus anjos ... NINI


Anônimo disse...
Embora apareça anónimo " eu identifico-me " sou a Irmã mais velha do Hugo

A tal da "razão" e que não está de acordo com este blog, tal como a minha Mãe diz e muito bem.Eu não concordo com este Blog...Já o disse várias vezes...Mas se este blog salvar a minha Mãe do sofrimento horrivel que sente...Mas se este Blog ajudar a minha Mãe a aliviar a sua dor de ter perdido o seu filho...Mas se este Blog conseguir que a minha Mãe querida fique mais um tempo junto de nós....Eu apoio o Blog!!!Eu quero a minha Mãe....Já perdi um Irmão e estou prestes a perder uma Mãe... será que não vêm os sinais????Eu vejo e nada posso fazer,somente digo que a adoro, e que embora não estando de acordo, a apoio em tudo o que ela faça, ou diga... Agora falo para os anonimos que aqui vieram fazer comentários...ESTE BLOG É DA MINHA MAE!!!!DE UMA MAE EXEMPLAR PARA OS QUE NAO A CONHECEM...DE UMA MAE SEMPRE PRESENTE NA VIDA DOS SEUS FILHOS...DE UMA MAE QUE MATA E OFERECE A SUA VIDA A DEUS PELOS FILHOS....DE UMA MAE QUE NAO ESTA NO SEU ESTADO NORMAL QUANDO ESCREVE O QUE ESCREVE, MAS COMPREENSIVEL PELA DOR QUE PASSOU E ESTA A PASSAR...Não será justo pedir a vossa compreensão, pois vocês não sabem nem fazem ideia pelo que ela está a passar.Mas peço pelo amor de Deus...Não façam comentários destrutivos pois só vão ajudar a provocar nela os sentimentos que eu quero e tento apagarEste Blog poderá ser considerado como uma terapia, pois mantêm-a viva... descarrega neste blog todas as suas raivas, medos, desconfianças, odios e rancores... e só ela tem diereito de o fazer... mais ninguém!!!!Para quem não sabe a minha Mãe morreu no dia 24 de julho de 2005 e todos os dias dou graças a Deus por tê-la cá ao pé de mim, mesmo morta... Venho todos os dias ver o seu blog, mesmo não estando de acordo com ele, nem com as coisas que ela cá escreve, mas não comento negativamente pois a minha alegria é tanta de ver que ela cá está e continua a escrever ( coisas tristes, más, morbidas, devassando a vida do meu Irmão) mas continua cá... e começo o meu dia mais contente, nem necessito de falar com ela, pois sei que ela cá está ao pé de mim com aquele sorriso lindo que ela tem.O meu apelo é ....se não gostam não comentem....Se não sabem da História... não dêm palpites...Se querem limpar a imagem da Isabel.... façam o mesmo:um blog para defender a Isabel ( que nós não comentaremos)Se não sabem a verdade das coisas não comentem pois isso, é calúnia.De uma coisa vos posso assegurar a minha mãe não mente e tudo o que aqui escreve é verdade, não é invenção da cabeça dela...O meu irmão infelizmente mentia, escondia,omitia ( para não nos preocupar) mas nos ultimos tempos já não conseguia fingir, eu ( igual á minha irmã Joana)não culpo a Isabel mas também me lembro da ultima conversa que tive com ele e que não me sai da cabeça:18/07/05Eu: HUGO PORQUE ESTAVA A ISBAEL A CHORAR AO TELEFONE NO DIA DOS ANOS DELA?hugo: PORQUE QUERIA IR JANTAR FORA E NAO TINHAMOS DINHEIRO E EU NAO LHE TINHA COMPRADO NENHUMA PRENDA, OH MANA, EU NAO TINHA DINHEIRO NENHUM... AINDA NAO RECEBI O SUBSIDIO ENTENDES? E ABRIMOS UMA LATA DE SALSICHAS E ELA PASSOU A NOITE A CHORAR ( EU JA NAO A POSSO OUVIR CHORAR)mãe( que também estava presente)): FILHO PODIAS TER IDO AO JARDIM APANHAR UMAS FLORES E OFERECIAS UM RAMO DE FLORES E NAO GASTAVAS DINHEIRO.eu: POIS É HUGO, PODIAS TER FEITO ISSO AS MULHERES GOSTAM DESSAS COISAS, DESSES DETALHES...HUGO: (GRINTANDO) TAMBÉM TU NINI... TAMBÉM TU A DEFENDERES A ISABEL... TOU FARTO, TOU FARTO DAS HISTERIAS, DOS GRITOS E DOS CHOROSEstas foram também as suas ultimas palavras para mim, quando antes me dizia que a Isabel era a mulher da sua vida ( mentia para que pensassemos que tudo estava bem, mas já não estava a aguentar mais)...Eu também poderia culpar a Isabel de ter provocado o suicidio do meu irmão, pois por diversas vezes lhe tinha dito que se não aguentava estar com ela ... porque não se separava dela? e ele respondia-me que não podia separa-se dela pois ela era fragil e desiquilibrada e já havia ameaçado que se ele a deixasse ela suicidava-se, mas não a culpo só a ela, culpo todos os que com ele estiveram e não conseguiram ver o seu desespero do meu irmão e não o souberam ajudar ( incluindo eu).POR ISTO E MUITO MAIS QUE NAO QUERO CONTAR E SE PARA TER CÁ A MINHA MAE ELA TIVER QUE DIZER MAL DE TUDO E DE TODOS, SE PARA ISSO TIVER DE MANDAR ALGUMAS CULPAS PARA CIMA DE OUTRAS PESSOAS... É ME INDIFERENTETODOS SOMOS CULPADOS DA MORTE DO MEU IRMAO....TODOSE É COM ESSA CULPA QUE VIVEMOS TODOS OS DIASE É ANGUSTIANTE, AGONIANTE, HORRIVEL... POR ISSO NAO COMENTEM!!SE QUEREM AJUDAR DÊM MENSSAGENS DE APOIO, AJUDEM A MINHA MAE, AJUDEM-NOS A SALVAR A NOSSA MAE... JÁ QUE NAO PUDERAM AJUDAR NEM SALVAR O MEU IRMAOUM BEIJO A TODOS OS QUE TÊM APOIADO A MINHA MAE E A MINHA IRMA JOANINHA QUE EU ADORO E HOJE FAZ 18 ANINHOS,NAO UM BEIJO MAS UM DESEJO A TODOS OS QUE VEM COMENTAR NEGATIVAMENTE ESTE BLOG...DESAPAREÇAM POIS SE ACONTECER ALGUMA COISA Á MINHA MAE QUE VAI ATRAS DE VOCES E CULPABILIZAR-VOS SOU EU " A RAZAO"
11/18/2005

Posted by Mae :: 13:53 :: 5 comments

Post a Comment

------------------------------

sexta-feira, novembro 18, 2005

ESTOU FEIA


Hugo querido
Este blog é para ti…só aqui vem quem quer…até hoje não removi nenhum comentário, nem hei-de remover…
Todos os comentário são bem vindos…os bons porque me animam…os mais desagradáveis…também me ajudam pois assim liberto algumas raivas contidas…
Além disso se os fazem… penso que são feitos por não gostarem de mim ou do que aqui escrevo…e, isso como sabes não me afecta mesmo nada…o importante é que fique registado que de ti gostam muito…
A JoanaMana é que fica um pouquinho mais perturbada, mas passa-lhe logo…
Hoje ela faz 18 aninhos…ontem à noite chorou muito, por não estares cá…mas nem lhe disse que fui acordada pelo despertador do teu telemóvel, pois estava programado para lhe dares os parabéns logo de manha …assim o mesmo se passou em relação ao aniversario da Kikas…que tristeza, meu Deus…
Foi de facto um saída inesperada…
Não sei o que hei-de escrever mais…hoje sinto-me muito, muito triste, a pessoa que tu mais amavas no mundo…foi a que deixas-te mais ferida…ferida de morte…não sei
Se vou conseguir escapar…
Não é por ser tua mãe só Hugo…é que deixas-te com a responsabilidade, de não ter valorizado o pedido para dormir ao pé de ti…podem dizer-me que foi por mil motivos,
mas eu sei…não irias fazer esse pedido se tivesses a intenção de fazer o que fizeste…claro que não o irias fazer na minha frente se eu estivesse lá…e, mesmo assim ainda me telefonas-te…
Alias está na tal “carta” que ninguém sabe como apareceu…na penúltima frase a maiúsculas cito…”MAE PORQUE NÃO FICASTE CA, QUANDO EU TANTO TE PEDI, PORQUE TE FOSTE EMBORA”…
Isto é uma cruz muito pesada para a mãe, querido, não escolheste mais ninguém para marcar desta maneira…
Amo-te tanto Hugo…espera por mim…não sei o tempo que vou demorar…mas será que vais conhecer-me “lá” ???
Eu não sou mais a mesma…
Estou muito feia…deformada pela dor…
Muito má…carregada de rancor…

Posted by Mae :: 10:26 :: 5 comments

Post a Comment

------------------------------

quarta-feira, novembro 16, 2005

CARTA ABERTA...E REFLEXÃO...

Hugo...só tenho pena que à tua volta estivesse gente tão cobarde...é verdade que não eras nenhuma criança...mas querias a mãe "perto"...mas estava tão "longe"...por isso a chamaste...Não querias estar sózinho? ou querias morrer sózinho???

8 dias antes do dia 24/7/05... a quem teria ele confessado..." que qualquer dia se matava. Que já não podia aturar isto?"...

Quem é??? Quase que não conheço o meu filho...

Com amigos em Junho 2004...(amigos que em 11 meses visitaram a sua casa uma única vez) e, segundo as palavras do próprio em www.olhares.com...raramente saía à noite...


No inico... ao morar na casa onde nunca mais vai "regressar"...

Na empresa onde trabalhava... no periodo em que dormia algumas vezes na Parede...

Hugo na Parede em casa da (última) ex companheira...meados de 2003

Querida Sra.D.Maria Lourenço,

Agradeço as suas palavras mas tbem eu gosto da sinceridade…acima de tudo….Posso garantir-lhe, quando for conhecedora dos factos ficará de boca aberta…desculpe o termo…mas não encontro outro agora assim de repente.
Fala-me das fotos e dedicatórias do blog do Hugo dedicado a companheira…mas decerto, notou k nem uma foto tinha da mãe…duas do pai…e três ou quatro do resto
da família…a da mãe foi esquecida propositadamente, pois ele tinha a mãe…sabia k a tinha e não precisava de a exibir…mas claro…acha k ele não me amava? será que as fotos publicadas são sinonimo de amor ou são sinonimo de um ascendente doentiu possessivo e ciumento???
Akele blog foi feito para a companheira, pode crer k fui eu k o aliciei a isso…para k ela ficasse contente, e porke o Hugo gostava como eu gosto muito de fotografia.
Fui eu, k a encorajei a ser o “rosto” imagem da nossa loja…fui eu k a produzi como modelo fotográfico para a nossa loja e lhe tirei os complexos k tinha, por “por ter os pés mal feitos”…”os cotovelos grossos” etc. Enfim …fui eu k fiz dela uma estrela kuando a fotografei pela primeira vez com ajuda do Hugo, não foi vedeta da Internet…mas garanto-lhe k foi vedeta na nossa loja Av de Roma em Lisboa, por quaze Lisboa inteira foram distribuídas fotos dela em catálogos de moda femenina…e foram as amigas da minha filha joana que trataram disso... e foi assim k nasceram
as fotos do rosto dela e poses no site Olhares…não me vou esquecer no blog de falar das fotos de Vilamoura 9 dias antes do trágico acontecimento…mas isso fica para desenvolver no www.voahato.blogspot.com.
Como vê…eu tbem a amava, enkuanto o meu filho a amou…o amor é assim…como mt bem diz…tenho imensa pena k ele a tenha enganado se era tão amiga dele…pois tbem
enganou todos os amigos e amigas (algumas) devo dizer k só agora tenho conhecimento.
O meu filho amou muitas mulheres, volto a dizer e viveu com quatro, parece-me k neste momento teria k fazer contas pois nem sei se deva contar as k viveram duas ou três semanas…uma delas viveu 5 anos e namorou 7 e nao foi a ANABELA...não sei se conte essas tbem…

falei na ANABELA pk essa quando as coisa corriam mal com as outras tinha sempre a porta aberta para ele... ainda hj lá estao as suas roupas! Nesse aspecto graças a Deus levou a barriguinha cheia... como o meu querido genrro (que era um irmao para ele) diz: "NUNCA VI UM FUNERAL COM TANTAS VIUVAS" e decerto que se ele ouvisse estaria COM A GARGALHADA TIPICA DELE...
Enganou a senhora…mas não me enganou a mim…e para a irmã mais nova já não conseguia esconder…ja para nao falar do resto da familia e amigos mais proximos como vim a saber.
Volto a dizer…a seu tempo verá o amor k tinha pela companheira…se continuar a seguir o blog…como se pode amar uma mulher e traí-la tantas vezes…não sabe k tenho a cpu dele? Os encontros ídilicos marcados e a seguir os agradecimentos delas…Que procurava ele se tinha tanto amor em casa? Tenho imprimida uma conversa k me reservo de dizer o nome M. k tinha já quarto preparado para ele e uma semana antes esteve para sair para casa dela?...Que pena não ter ido…que pena….
Tbem lhe disse que uma semana antes eu zanguei-me com ele à frente da companheira
fiz-lhe um ultimato, dizendo k se saísse da casa dele se abandonasse a companheira, na minha casa não entrava?...gosta de sinceridade minha senhora?QUE MAE FUI EU??? Eu tbem como vê…k mãe sou eu k durante dois meses ouvi o meu filho dizer k não a podia aturar…aos seus gritos histéricos, aos seus choros babados e ranhosos, quaze todos os dias…NAO TEREI SIDO UMA MAE PARA ELA??? QUE DIZIA QUE SE MATAVA SE O MEU FILHO A ABANDONASSE??? E AGORA???ACHA QUE ELA SE MATA??? QUEM SE MATOU FOI O MEU FOI O MEU FILHO!!! e Tudo o que estou a dizer ela sabe bem que é verdade!!! senao nunca o publicaria aqui... ela sabe como sou dona da verdade infelizmente para ela... a senhora pode nao saber ja que me chamou de mentirosa mas ela sabe bem... E DEUS ( JA QUE SOU CATOLICA) FARÀ O JULGAMENTO FINAL...
Acha então normal um casal no primeiro ano de vida em comum…dormir quase todos os dias em camas separadas…eu faço isso de quando em vez…mas sou casada há 30 anos…
E mtas outras coisas k não posso ainda revelar…porke quando puder…vou entrar na devassa privada deles e contar tudo o k tenho ca dentro para não endoidecer …Agora vai aplicar o tal chavão tão comum nestes casos? “Mas já nada o traz de volta”…respondo-lhe minha senhora…faço-o por mim…por ele não o fiz kuando podia...
Se limpei os miolos dele espalhados pela parede para k ela não visse e não sofresse…
Não sei…não sei …sem adulterar a verdade….o k poderei fazer para a fazer sofrer…
Aproveite o melhor possível “o espectáculo” como se referiu à sua participação no meu
Blog k é dedicado ao meu filho…e já agora…para ser tão intima do Hugo…e, ele não me ter falado nunca de si…e eu conheci e conheço algumas pessoas da somague com quem ainda falo ...entao é mais do k evidente k nem sequer queria k eu soubesse da sua existência…mas…calculo porquê !!! e mais nao quero dizer... POR AGORA !!!!!!!!!!!!!!!!!!!! no dia 24 de julho troquei a pele de cordeiro pela de lobo ... senão teria ido com ele logo A SEGUIR ...
Maria Alice Oliveira
mãe





D. Alice,

Olá, a senhora não me conhece! Tenha sido uma mera espectadora, do seu blogg. Conhecia o Hugo, eramos amigos, muitas vezes falámos, não era rapaz de grandes desabafos, estava sempre alegre e cheguei a dar-lhe alguns conselhos. Uns tempos antes do dia fatidico, estive com ele e notei algo de estranho, perguntei-lhe se estava tudo bem, já que ele estava estranho, ele disse-me que era só cansaço e abraçou-me, Notei que andava mais estraho desde que se tinha mudado para a nova casa. Não era rapaz de grandes confidências, mas um dia tive uma conversa com ele, e dessa conversa ele disse-me que amava muito, mas muito a companheira. Por isso não entendo, este amor pela Anabela, qd ele nunca me chegou a mencionar este nome.Já falei com pessoas que estavam o dia a dia com ele, e todas elas me disseram que o Hugo nunca falou em tal pessoa. Posso dar como ex: o meu ex marido tb me amava muito, e depois deixou-me sem uma palavra,e com uma bébé de 5 meses nos braços, o amor tinha passado (foi o que ele me disse), só eu e DEUS sabemos o que sofri, e o que ainda sofro. Por isso, por favor não me interpretem mal, mas se o Hugo estiver no meio de nós (o que acredito), eu sei que ele não estrá feliz de estarem a esquecer uma pessoa que ele amava muito, disso eu tenho a certeza, porque ele era doido por ela. Desculpe mãe, e desculpa Anabela se vos estou a magoar, mas para mim, a sinceridade acima de tudo e sei que a ex companheira dele tb o amava e que tb está um farrapo (pelo que me contam). Só a conheço de vista, mas qd os via juntos, notava-se perfeitamente que se amavam. A Anabela foi um amor grande do passado dele, como eu fui um grande amor do passado do meu ex marido, e, eu sei o quanto me amava. O mundo dá voltas e mais voltas. Eu tive acesso ao blogg dele, e notava-se o qt amava a namorada, já que o blogg estava cheio de fotos dela. Mãe, só quero que pense que se o Hugo estiver como um anjo perto de si, de certeza estará triste com o seu sofrimento. Ainda não consigo acreditar no que o Hugo fez, mas as minhas lembraças são sempre a alegria dele, o sorriso dele, os abraços dele, e a sua contagiante alegria. Para mim ele, estará sempre aqui, o corpo foi, mas a alma ficou, e é disso que temos que nos lembrar. 1 Beijo mãe, e por favor não fique triste com o que disse sobre a Anabela Já falei com a Joana, e disse-lhe para comprar alguns livros, que lhe iriam fazer muito bem, e acho que a srª tb os deveria ler, tenho a certeza que a iria ajudar bastante, são de um conceituado psicólogo americano Brian L.Weiss, a editora em Portugal é a Pergaminho, todos os livros são óptimos, e deveria lê-los: "Muitas vidas muitos mestres" e "A divina sabedoria dos mestres", por favor compre e vai ver que muita coisa mudará e que a srª irá encarar a vida de outra maneira. Este escritor é credivel e não um charlatão, como muitos que existem. 1 beijo e CORAGEM

Posted by Mae :: 23:25 :: 19 comments

Post a Comment

------------------------------

domingo, novembro 13, 2005





PASSO DIAS A OLHAR SEM VER…
ESCREVO, DESENHO PINTO

O TEU ROSTO NO ESPAÇO…
MAS NADA TE FAZ APARECER…
NESTE SOLUÇO ABAFADO…

SEM UMA LAGRIMA VERTER
SOU PRISIONEIRA AMARRADA
DE ALMA ESQUARTEJADA
DE MIL CORRENTES A PRENDER…
LEVA-ME PARA O INFINITO

ONDE HÁ ESTRELAS A ARDER
QUERO BANHAR-ME NELAS
AS CORRENTES DERRETER…
QUERO SER LIVRE
O TEU CORPO ENVOLVER...
NUM ABRAÇO FECHADO
CONTIGO...MORRER !

Maria Alice Oliveira



Posted by Mae :: 15:58 :: 13 comments

Post a Comment

------------------------------



Foto tirada dia 16 de Julho (9 dias antes da sua revolta final)
9.11.2005
Hugo querido
Onde ker k estejas se nos estas a ver, tens assistido a tudo o k se tem passado na nossa casa. O pai faz anos, mas o dia começou por relembrar os aniversários, os dias felizes k tivemos, nos vossos aniversários havia sempre grandes festas…A maior foi a dos teus 18 anos…Uma festa… tbem marcada pela infelicidade…um amigo teu k vinha para nossa casa faleceu no acidente de mota…A miudagem debandou…já não se cantou os parabéns…foram todos para casa do “espanhol” como lhe chamavam…O pai fikou aflito
tanta comida tanta despesa…e foi a rua convidar toda a rapaziada k passava…

O pai foi até à loja…fingindo k esta tudo normal…mas nada esta como dantes…a saúde dele piorou, envelheceu e, está amarfanhado de sofrimento…
Não keria falar-te no meu…mas cada um tem a sua defesa…a mim apetece-me gritar a toda a gente, k nada é como dantes…nada…Mudamos de casa, estamos rodeados de família, A Nikas passa a vida à nossa volta, a Joana a tentar dar o seu melhor na Etic…
Todos estão a tentar…mas eu Hugo…digo k tento, mas não é isso k me apetece…eu kero sofrer…devo pagar…por não te ter ajudado…Falhei como mãe…sinto-me tão triste…quando o pai adoeceu a 4 de Junho, fiz uma transferência…reconheço…andava de olho em ti…atenta ao teu comportamento…mas a doença do pai, veio chamar toda a minha atenção…e concentrei-me na doença dele…Via o teu sofrimento…não posso dizer k não via…comunicava-mos mt…pelo telefone, tomava-mos todos os dias o pequeno almoço as 7.15h na pastelaria sozinhos desabafava-mos um com o outro, eu estava tão só e impotente para chegar a todos…Aceitei a tua morte porke nada te traz de volta…mas as pessoas não percebem k não consigo aceitar o k vi e li kuando voltei a tua casa na madrugada seguinte…sabes o k fiz…sabes o envelope com apontamentos meus
k estava no cofre, k a tua companheira la guardou…sei k não o leste, porke pedi-te privacidade, disse-te k era uma especie de diário…porke não me disseste k tbem o fazias? E se te fazia bem…porke não continuaste a faze-lo…porke deixas-te a determinada altura de o fazer? Na sexta-feira saíste da pastelaria e foste à Zara de Setúbal comprar umas calças em promoção (tenho o talão comigo) no Sábado a tua companheira esteve de folga e recomeçou a discussão…tu chamaste-me a mim, eu pedi à Joana para ir comigo…chamei o pai…porke senti k em tua casa tudo estava fora de controle… mas tu e o pai aborreceram-se …keria apenas levar-te ao hospital achou-te muito exaltado e estavas…tvez se tivesses ido…ainda ca estarias…mas eu como sempre…pensei k precisavas apenas de amor , vi na minha frente um homem-menino, indefeso, triste mal amado…Oh Hugo!!! Eu só keria k tu fizesses as pazes com a tua companheira e até nakela altura acho com a minha brandura até consegui…
Mas o k me atormenta e tortura é k ESTAVAS DE MAL COM A VIDA e era com ela k tinhas k fazer as pazes, como é que eu não vi?



Posted by Mae :: 15:34 :: 4 comments

Post a Comment

------------------------------



A CASA ONDE REGRESSO
É TAO DIFERENTE
DA K DEIXEI DE MANHÃ…

CHOVE TODO O DIA,
A ÁGUA FORMA UNS RIACHOS
K ENTRAM PELAS PORTAS E JANELAS.

NÃO SEI SE É CHUVA
SE SOLUÇOS ABAFADOS
QUE ÁS VEZES SE LIQUIDIFICAM…

A CASA ONDE REGRESSO
TEM TANTA AGUA
K QUANDO VOU DORMIR
O MEU CORPO BALANÇA NELA
SENTINDO ATÉ O ODOR
E O SOM DAS ONDAS DO MAR.

POR VEZES DEIXO-ME IR
…NESSA VIAGEM…
NA CASA O SONHO NUNCA DORME…
O SONHO VELA
A NOITE É CURTA
E, ESPERO ANSIOSA, ABRIR
A PORTA À MADRUGADA…

…AMANHECE,
PREPARO-ME PARA SAIR,
UM ULTIMO OLHAR
PARA TRAZ…

…QUE CASA VOU ENCONTRAR
NO REGRESSO?
Maria Alice Oliveira
2001

(nunca pensei que quando escrevi isto... era a tua casa que eu via hugo)

Hugo querido um novo visual, para as férias com a familia no Hotel Montechoro... a mãe conseguiu registar um momento teu de grande tranquilidade... que saudades...

Posted by Mae :: 14:39 :: 2 comments

Post a Comment

------------------------------

sexta-feira, novembro 11, 2005




CHAMO-ME LIBERDADE…
VOU DE MAR EM MAR
DE ILHA EM ILHA…A PROCURA
DA CALMA DAS IMENSIDÕES…
ESTOU NO MAR DOS ENCANTAMENTOS?
OU NA ILHA DOS TESOUROS?
EU SOU A LIBERDADE…
VOO POR ONDE QUERO
SOU EU QUE DOU ASAS AO VENTO
QUE DESTRANCO PORTAS FECHADAS
ABRO JANELAS DE PAR EM PAR…
É POR MIM QUE A LUZ TRESPASSA
ILUMINANDO A SOMBRA…
CHAMO-ME LIBERDADE…
E SIGO O MEU CAMINHO
LÁ LONGE ONDE A LINHA
DO HORIZONTE DESMAIA NO MAR…

Maria Alice Oliveira
(para o meu filho Hugo)


Na madrugada seguinte, entrei na tua casa sonâmbula, tonta, confusa…pareceu-me ouvir vozes...o som dum tiro abafado
por uma almofada vermelha…
Pedi à Ana k me deixasse sozinha e, e ela foi para a tua varanda
fumar…visivelmente nervosa e a tremer…penso k estaria com
medo k eu fizesse doutro modo o mesmo k tu…
Depois senti-a mais calma kuando k eu me deitei sobre a cama onde morreste…a cama k compraram para a tua “futura” cunhada,
k vinha para vossa casa de ferias em Agosto…uma cama horrível
de cor cinzenta moribunda…colei o meu ouvido à borracha da cama e no meio dos sussuros k de lá saíam senti a tua a tua presença…o teu cheiro…apeteceu-me fikar ali deitada para sempre…
Mas o k tinha ido eu lá fazer? Kuando toda a gente estava a recompor-se do choque… eu devia como toda a família estar nakele momento a chorar-te…O k me levou lá?
Agora sei k foste tu k me chamas-te…”sais-te” à pressa desta vida…muito à pressa…ainda exitas-te…mas eu não estava lá…
Entre nós fikaram coisas mal resolvidas…conversas inacabadas…
assuntos pendentes….só agora compreendo porke crias-te o meu email…porke kerias k eu apreendesse tudo de informática duma vez…a pressão k fazias para eu perceber tudo logo à primeira…
A tua vida dos últimos 6 meses está toda ali…na tua cpu, nos
telemoveis, em tudo o k kerias k fikasse comigo…dentro do cofre
pedaços de papel, meus e teus…pedaços da tua alma nobre…confiados a miseráveis papeis…
Se a tua companheira te tivesse deixado falar, no sábado 23 kuando interrompeu o dialogo de mãe e filho…ainda hj estarias cá. Mas eu devo ser condenada…a dor de te ter perdido não chega…eu devia ter respondido: a casa é tua…mas o filho é meu…e não saio daki sem ouvir o k ele tem para me dizer…Vai tu embora daki, deixa-me neste pekeno espaço sozinha com ele…ele precisa sim de desabafar com a mãe…sempre o fez!
Não o fiz…joguei o jogo dela…deixei k ela te abraçasse e beijasse…e saí derrotada…Eu e tu mais k eu…muito mais!
Agora estas numa cova enfeitada com flores, onde por vezes se ouve um grito de ave assassina cortando o momento em k sentada ao teu lado vejo o sol em finas fatias de dor, desejando k o carrasco me aplique a pena mais pesada k houver…neste mundo…e no outro…
A cama moribunda cinzenta…permanece comigo…pois foi uma oferta k a tua companheira fez questão de me oferecer…sabe-se-lá para quê?


COBRI-TE COM ESTRELAS
LUMINOSAS…
NO TEU CABELO RAIOS DE LUA
COLOQUEI…
VESTI-TE COM AS NUVENS
VAPOROSAS…
E, TODA A SALA VERMELHA
ENFEITEI…
ESMAGUEI AS FLORES MAIS
CHEIROSAS…
E, TODO O TEU CORPO
PERFUMEI…
FIZ-TE UM LEITO DE PETALAS
DE ROSAS…
ASAS BRANCAS DE ANJO
TE DEI…
FIZ-TE MIL PROMESSAS
SILENCIOSAS…
QUANDO A TEU LADO
ME DEITEI…


NAVEGAMOS EM AGUAS
TORMENTOSAS…
MAS O NOSSO BARCO
SEGUREI…
NESSA MADRUGADA
RADIOSA…
FEZ-SE NOITE ESCURA E,
REZEI…
COM MUITA FORÇA E FÉ
PODEROSA…
FUI CONTIGO AO CEU…E
SO EU VOLTEI !!!


Maria Alice Oliveira


Posted by Mae :: 19:10 :: 7 comments

Post a Comment

------------------------------

domingo, novembro 06, 2005



A sala vermelha

Quando olho a sala vermelha, volto atrás no tempo e, vejo-me sentada junto à varanda com o estore puxado para baixo…policias e bombeiros à tua volta…mandaram retirar o pai…
Eu permaneci sentada ao fundo… todos fingiram ignorar-me…o meu olhar ausente denunciava uma mãe louca…inofensiva..alheia a tudo…
Na verdade eu estava a segui-los…apesar de ter desejado…que só o meu corpo permanecesse ali, que o resto tivesse ido contigo…não fui capaz de faze-lo…
…Eles fotografavam e começavam então os procedimentos para
verificar o tua morte…Eu fotografava tudo com os olhos atentamente…armazenando imagens…
Só na madrugada seguinte, quando me deitei de novo sobre a cama,
já sem a colcha branca que foi a envolver o teu corpo…comecei a rever
as imagens que surgiam em flashes diante dos meus olhos…
O estore corrido para a cadela não ver…se pensaste nisso…também
não querias que a mãe visse…A t’shirt que só tu e eu sabia-mos o seu
significado, mas tinha que ser vista por alguém…assim como os calções
de banho cinzentos…duas fotografias…uma deitada com a frente para baixo…a outra em pé sob esta...
A carta…a carta permanece rodeada de mistério…Tudo o que esta escrito não corresponde à realidade… tudo não…há 2 coisas verdadeiras…as discussões referidas e, o facto de eu não ter dormido lá em casa nessa noite… A carta que ficou no computador akela em que anuncias que é um bom dia para morrer começada as 4.24 h e terminada as 6.29 h…a única em que mencionas essa intenção…
Intenção??? Seria mesmo? Escreves a carta…terminas…mas entretanto vais sacando 3 filmes da net…. o que te fez decidir???
Ao escreveres a carta não estavas decidido? Não se decide morrer e
se começa um programa a sacar filmes que so termina as 8.02???

O telemóvel…falta o telemóvel…
6.40h mãe tas acordada?...6.42h já acordada? Seria eu por só responder 14 minutos depois? Ou alguém com quem falaste?
Em breve o saberei…

ENCONTREI-TE DEITADO NA CAMA K DETESTAVAS E, MTAS VEZES DORMISTE...O TEU CORPO SEMI DEITADO SOB A COLCHA BRANCA CHEIA DE ALMOFADAS VERMELHAS...AINDA HJ PERGUNTO PORKE NAO O FIZESTE NO QUARTO?NA SALA ONDE A COR VERMELHA ERA SOBERANA...VERMELHO NAS ALMOFADAS K TE RODEAVAM O CORPO, VERMELHO NOS ANTURIOS ATADOS POR UMA FITA VERMELHA, A CARPETE VERMELHA, VERMELHO NAS VELAS MAL ARDIDAS...SERIA POR ISSO K NAO VI O SANGUE?DEITEI-ME A TEU LADO AGARREI A TUA MAO ESQUERDA, E APERTEI O TEU BRAÇO CONTRA O PEITO, COM A OUTRA MAO AFAGUEI-TE AS COSTAS AINDA QUENTES, O TEU CORPO LEVEMENTE TRANSPIRADO, CHEIRAVA A ROSAS...ROSAS VERMELHAS...ESTAVAS TAO LINDO HUGO...A PELE MACIA COMO A DE UM BEBE, A BARBA FEITA, TIVESTE ESSE CUIDADO? ENCOSTEI O MEU ROSTO AO TEU...O TEU CABELO COMPRIDO CHEIRAVA TAO BEM...K SHAMPOO USASTE? NUNCA IMAGINEI REGREDIR NO TEMPO E VER-TE COMO KUANDO ERAS O MEU MENINO...IMOVEL, MAS TAO SERENO...TAO BELO...FALEI-TE AO OUVIDO...ENQUANTO TE FIZ FESTINHAS...SEI K FALEI MT...MAS NAO ME LEMBRO DO K TE DISSE...SÓ ME LEMBRO DO SILENCIO VERMELHO...APENAS QUEBRADO PELO BARULHO DA VENTOINHA...SENTI FRIO...E PARECEU-ME K TU TBEM O SENTIAS E DESLIGUEI A VENTOINHA...PARECEU-ME K O TEU CORPO ARREFECIA...TODA A SALA VERMELHA CHORAVA...


Posted by Mae :: 12:37 :: 10 comments

Post a Comment

------------------------------
O pacto...




mae disse...
meu kerido filho kuando estou sozinha morrendo de saudades tuas...e chego aki...à foto k te tirei ha uns anos, nao mts...mas k tu gostavas tanto...fico enternecida olhando...chorando...pensando nos dias k tivemos tao juntos...tao proximos sempre um do outro...eu conseguia ouvir...um suspiro teu, mesmo k fosse a kilometros de distancia...ali na tua casa...tao perto...o k me fez afastar assim para tão longe? nao consigo entender...como é k eu nao vi...nao percebi...nao ouvi o teu grito de socorro? kuando me pediste a aliança antiga...nunca imaginei k ta iria tirar assim...ninguem sabe o pacto k selamos...porke nao cumpriste a tua parte Hugo? eu estava a fazer a minha o melhor k sabia...contra todas as adversidades...o k se passou meu Deus?

Posted by Mae :: 11:08 :: 1 comments

Post a Comment

------------------------------

terça-feira, novembro 01, 2005




anabela...
o meu filho amou algumas raparigas...3 ou 4 viveram com ele tbem o amaram...o amor é assim...mas só tu ficaste com a TATUAGEM...nao foi por acaso...um coraçao dividido em dois...a metade dele...foi com ele para o seu leito eterno... a tua...esta contigo...
anabela...
somos duas mulheres tatuadas... a tua ficou ctg no ombro...a minha...esta escondida no ventre...quem me dera k o hugo tivesse ficado ctg... tlvez ainda cá estivesse hoje...por isso ele te procurava tanto...davas-lhe momentos de felicidade...e, nada cobravas... a OUTRA fez-lhe pagar bem caro os poucos momentos de felicidade k lhe deu...por isso as suas ultimas palavras para a JoanaMana(como ele a chamava):
" achas k o mano é feliz? "
vê se consegues tu ser feliz...porke mereces...um beijo


"Esta é sobre as marcas que nós deixamos uns nos outros, que eu acho que são um espécie de tatuagens de outra maneira"
Mafalda Veiga
Em cada gesto perdido
Tu és igual a mim
Em cada ferida que sara
Escondida do mundo
Eu sou igual a ti
Fazes pintura de guerra
Que eu não sei apagar
Pintas o sol da cor da terra
E a lua da cor do mar
Em cada grito da alma
Eu sou igual a ti
De cada vez que um olhar
Te alucina e te prende
Tu és igual a mim
Fazes pinturas de sonhos
Pintas o sol na minha mão
E és mistura de vento e lama
Entre os luares perdidos no chão
Em cada noite sem rumo
Tu és igual a mim
De cada vez que procuro
Preciso um abrigo
Eu sou igual a ti
Faço pinturas de guerra
Que eu não sei apagar
E pinto a lua da cor da terra
E o sol da cor do mar
Em cada grito afundado
Eu sou igual a ti
De cada vez que a tremura
Desata o desejo
Tu és igual a mim
Faço pinturas de sonhos
E pinto a lua na tua mão
Misturo o vento e a lama
Piso os luares perdidos no chão

Posted by Mae :: 12:46 :: 3 comments

Post a Comment

------------------------------